O artista convidado Juan Moreno Bianchi, realizou uma intervenção nas paredes do espaço, cujo trabalho visa tratar temas presentes no cotidiano atual, a violência e sexualidade de forma lúdica e não agressiva, trazendo de volta à tona o clássico mote do movimento hippie, "Flower Power" e a imagem da arma retratada por outros artistas na história da arte.